coloque aqui seu e-mail para seguir este blog

terça-feira, 5 de março de 2013




O galã de Cacequi revisitado

Ele usava calça azul marinho social, com boca muito estreita, camisa branca, também social, porém sem casaco e gravata, apenas aberta no peito. Os sapatos eram pretos, bico fino, provavelmente de camurça.

Grande topete formado pelos cabelos pretos e crespos, besuntados de brilhantina. Alguns tinham o cabelo trespassado atrás, o que chamávamos de 
“mão dada”.

Assim era o galã de Cacequi. Certamente aquela era a única vida social que tinha.

Bons tempos!

Falta uma crônica sobre o almoço em Cacequi. Serviam uma sopa tão quente, que quando a terminávamos de beber, o trem já iria partir. Assim o restaurante economizava o resto da refeição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário