coloque aqui seu e-mail para seguir este blog

quinta-feira, 30 de agosto de 2012


momento histórico
lavei a alma (2)







presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, votou na audiência desta quinta-feira, dia 30, o item 3 do julgamento do mensalão. Último ministro a dar seu parecer, Britto seguiu integralmente a decisão do relator, Joaquim Barbosa, e condenou todos os réus analisados.

Ao final da sua decisão, o presidente leu o parecer com os votos de todos os ministros. O deputado João Paulo Cunha foi condenado por corrupção passiva e peculato. O revisor, Ricardo Lewandowsky, e Dias Toffoli, que absolveram o réu, foram vencidos.

O publicitário Marcos Valério e os seus ex-sócios Cristiano Paz e Ramon Hollembach foram condenados por corrupção ativa e três peculatos. O ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato foi considerado culpado por desvio de dinheiro público.

O ex-ministro Luiz Gushiken foi absolvido de acordo com o resultado provisório da votação do item 3.

Ao final da contagem, Barbosa deu início à leitura do seu voto sobre o item 5, que trata dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira.



Nenhum comentário:

Postar um comentário